Soja: grande aliada da sua saúde
 


Proteína ajuda na recuperação pós-exercício físico e também pode ajudar no controle da obesidade
 

Uma alimentação equilibrada, rica em carboidratos complexos, proteínas de qualidades, vitaminas e minerais, é imprescindível para o bom funcionamento do organismo e auxilia os mais diferentes perfis de pessoas, desde as que não praticam atividades físicas até as mais ativas ou esportistas. Além disso, um cardápio balanceado ajuda a prevenir diversas doenças e atua na promoção da saúde.

Atualmente, a soja vem sendo indicada como mais um dos alimentos importantes para quem busca manter um peso adequado. Segundo o estudo “Benefícios da soja no controle da obesidade”, publicado na Revista Eletrônica Novo Enfoque, uma ação benéfica da soja descrita é o seu potencial de promover melhora do metabolismo lipídico de indivíduos, auxiliando na prevenção de doenças cardiovasculares e obesidade. Isso se deve provavelmente à presença dos fitoestrógenos nesse alimento.

Para os fãs de esportes, a leguminosa é uma importante fonte de energia e proteína de excelente valor nutricional, e pode ser consumida de diversas maneiras. A nutricionista Glaucia Braggion, da PrimeFitness, afirma que uma alimentação adequada antes e depois do treino é um dos pontos principais para garantir um bom desempenho na prática de atividades físicas. “Esse equilíbrio nos alimentos ingeridos garante energia para o exercício, além de uma boa recuperação muscular, proporcionando redução no risco de lesões e resultados favoráveis no desempenho”.

Glaucia preparou algumas dicas para você entender melhor como a soja pode contribuir dentro da alimentação equilibrada, para quem pratica exercícios físicos, antes e após o treino. Entretanto, lembre-se: converse com um profissional capacitado para orientar sobre qual atividade física mais se adequa ao seu perfil de saúde e, se necessário, realize exames de check up antes de iniciar atividades físicas mais intensas!

Pré e pós treino!

  1. Antes de iniciar os treinos, é recomendado o consumo de carboidratos complexos, presentes em alimentos como pães integrais, cereais e frutas ou alimentos de baixo índice glicêmico, quando o lanche for cerca de uma hora antes da atividade. Um exemplo de lanche é um sanduíche de pão integral com uma pasta de ricota e cenoura, que fornece energia e fibras. Um suco ou bebida rica em nutrientes auxilia na hidratação pré-treino e compõe um excelente complemento para a refeição pré-treino.
  2. Após a atividade, é importante consumir não só alimentos fonte de carboidratos, para repor a energia gasta, mas principalmente proteínas de alto valor biológico, para garantir a recuperação e os ganhos de massa muscular. A soja ou seu extrato ou proteína texturizada são bons exemplos de fontes de proteína de alta qualidade, já que contém todos os aminoácidos essenciais, e, portanto, podem ajudar na recuperação e ganho de massa muscular. As bebidas à base desse grão são, então, opções para compor shakes e vitaminas nutritivas, que combinam muito bem com a alimentação pré e pós treino.
 

 

NutriçãoS2PublicomSaúdeUnilever