Mensalidades de faculdades particulares sobem menos que a inflação

 

 

A inflação média aferida pelo Quero Bolsa foi de 4,5%, menos que a metade do INPC 2015

De acordo com estudo elaborado pelo Quero Bolsa, marketplace que reúne ofertas de mais de 600 faculdades em todo o Brasil, a educação superior privada apresentou uma inflação anual em 2015 de 4,5% no ensino presencial e 4,7% no ensino a distância. Esses valores estão muito abaixo dos 11% registrados pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) para o mesmo período.

Para os cursos com bolsas de estudo parciais oferecidas pelo site, a inflação das mensalidades foi de 5% nos cursos presenciais e -11% no ensino a distância. O baixo aumento para cursos presenciais e a diminuição das mensalidades para cursos de ensino a distância indicam que o setor passa por um momento de baixa nos preços na intenção de preservar a quantidade de novas matrículas.

As informações fazem parte do “Panorama da Captação do Ensino Superior 2016.1”, estudo feito pelo Quero Bolsa utilizando dados das mais de 400 faculdades parceiras do site (na época em que o estudo foi realizado), que representam cerca de 40% de toda a captação nacional do setor.

Segundo o especialista em inteligência de mercado Pedro Balerine, “a variação menor (no valor das mensalidades) sugere uma pressão para baixo nos preços em função da menor capacidade financeira dos alunos em tempos de crise econômica e desemprego em alta”, explica.

O gráfico abaixo mostra a variação no preço médio das mensalidades dos cursos presenciais, por área geral, em comparação com o INPC.

 

Os cursos da área de Agricultura e Veterinária foram os que tiveram maior aumento médio nas mensalidades (8,6%) enquanto o menor aumento ficou com os cursos de Engenharia, Produção e Construção (3,6%).

A tabela a seguir apresenta a variação nos preços das mensalidades, por área, nas 10 cidades mais representativas do Quero Bolsa.

 

 

Dentre as cidades com menor aumento de preços (cheios) nas mensalidades estão Goiânia (1,3%), Salvador (2,0%), Rio de Janeiro (2,7%), Recife (3,8%) e São Paulo (5,6%). Brasília (14,6%), Manaus (12,3%) e Curitiba (12,4%) registraram inflação bem próxima ao INPC. Por outro lado, em Niterói (-0,8%) e Fortaleza (-1,0%) os preços médios das mensalidades diminuíram em relação a 2015.

Os valores médios das mensalidades no Brasil, categorizados por área geral, estão apresentados na tabela abaixo.


 

Sobre Quero Bolsa

O Quero Bolsa (www.querobolsa.com.br) é um site de comparação de faculdades onde é possível encontrar informações sobre cursos, instituições de ensino, comparar preços e ainda conseguir bolsas de estudo para mais de 600 faculdades parceiras. O site é administrado pela RedeAlumni, startup especializada em marketing educacional, que oferece ao mercado soluções para que universidades maximizem seus resultados e estudantes encontrem as melhores opções de estudos.

 

 

EconomiaEducaçãoNR-7 ComunicaçãoQuero Bolsas