Saiba como escolher o melhor tipo de rocha para a cozinha
Nenad Radovanovic
Clique na imagem para fazer o Download...
Ambiente com Granito Branco Itaúnas, projeto do escritório Bender Arquitetura
Alta | Web
Nenad Radovanovic
Clique na imagem para fazer o Download...
O granito está entre os favoritos na hora de compor a cozinha
Alta | Web
Nenad Radovanovic
Clique na imagem para fazer o Download...
Projeto do escritório Bender Arquitetura com granito do Studio Carrara
Alta | Web

As pedras naturais ainda são as favoritas na hora de compor bancadas e tampos no ambiente

Para tornar as cozinhas mais acolhedoras e intimistas, profissionais de arquitetura e decoração investem cada vez mais em revestimentos, entre eles as rochas ornamentais. Uma área comum de convívio para todos os integrantes da família, a cozinha acaba sendo um dos cômodos mais frequentados, e por isso pede uma decoração a mais. Mas saber por qual rocha optar e o local a ser revestido são dúvidas frequentes antes de escolher o tipo de rocha.

De acordo com o arquiteto Filipe Bender, do escritório Bender Arquitetura, o granito e o Corian estão entre as favoritas na hora de compor a cozinha. “O granito é a pedra mais comum nas bancadas das cozinhas e a mais barata também, o metro quadrado custa em torno de R$ 400,00 e R$ 500,00. Mas quem opta por essa rocha deve tomar alguns cuidados, principalmente ao optar pelas cores mais claras da pedra, pois ela absorve praticamente tudo que cair sobre a sua extensão. Já com o Corian é possível criar diferentes formas com ela, e ainda tem uma gama de cores para escolher”, explica o arquiteto. Para ter uma Corian na bancada da sua cozinha é preciso fazer um investimento maior, já que sua qualidade é superior as demais pedras, mais difícil de manchar, lascar ou riscar.

Entre as outras opções de rochas, estão o Silestone e Quartzo. O primeiro é feito com quartzo que possui uma grande variedade de cores, além de ser resistente e ideal para bancada da cozinha, mas requere um investimento mais alto. Já o quartzo pode substituir o Silestone, Para as cozinhas industrializas, o profissional recomenda o aço inox, pelas suas diversas vantagens, como resistência ao calor e sua alta durabilidade.

Ao escolher a tonalidade da rocha, há ainda quem acredita que os tons claros são os mais recomendados. O arquiteto Filipe Bender comenta: tudo depende muito do estilo e proposta de cada decoração. É possível apostar em tons mais escuros e os armários em uma cor mais clara ou ainda mesclar entre pastilhas metálicas e um tampo cinza. A cozinha é um local que permite ousar em algum detalhe ou revestimento, já que é o ‘coração’ da casa e o principal local para receber os amigos e familiares”, recomenda.

Para a limpeza e melhor manutenção das pedras, recomenda-se usar apenas pano úmido e evitar produtos corrosivos, porque podem danificar tanto o mármore como o granito. Estes cuidados são fundamentais para garantir a durabilidade e beleza do material.

Sobre o Studio Carrara:
O Studio Carrara, nome derivado do mármore da cidade Carrara, na Itália, processa, executa e instala peças em mármores, granitos, ônix e superfícies de quartzo, como o Silestone. Com experiência no setor há 30 anos, o diretor técnico Paulo Dvulhatka e o arquiteto e diretor comercial Joaquim Guimarães comandam o Studio desde sua fundação, em 2013, visando otimizar o uso de materiais e ter o menor prazo de entrega do mercado. O diferencial está na especialização em pietra fina, um processo de corte exclusivo que vem conquistando quem busca um acabamento impecável.

Serviço:
Studio Carrara
Rua Vinte e Cinco de Dezembro, 230 - Estância Pinhais, Pinhais/PR
Horário de funcionamento: segunda a sexta, das 7h às 17h
www.studiocarrara.com.br

Arquitetura e ConstruçãoBG ComunicaçãoDecoraçãoStudio Carrara