Cardápio para deixar coração mais saudável
 

Nutricionista indica 5 substituições no seu cardápio para ajudar a cuidar do coração sem abrir mão do sabor 
 

Foto

A busca por uma alimentação equilibrada geralmente traz dúvidas sobre quais alimentos devem ser consumidos com maior frequência ou não. Os óleos vegetais e seus derivados, como o creme vegetal, por exemplo, podem ser grandes aliados dentro de um estilo de vida saudável. Em sua composição são encontrados nutrientes essenciais de que o corpo necessita, mas não é capaz de produzir sozinho, como os ômegas 3 e 6.

Segundo a nutricionista Bianca Naves “os ômegas têm função importante na manutenção de níveis adequados de colesterol e na prevenção de doenças crônicas, auxiliando, assim, a manter a saúde do coração e a garantir uma alimentação equilibrada e saudável”.

Ainda de acordo com Bianca Chimenti, é essencial incluir nas refeições alimentos ricos em ômegas 3 e 6, como os que são encontrados em óleos vegetais, cremes vegetais, peixes, entre outros. “Também há o efeito anti-inflamatório dos nutrientes, importante para evitar a obesidade”, exemplifica.

Para reduzir o risco de doenças cardiovasculares em até 10%, o ideal é substituir 5% do valor calórico total que vem das gorduras saturadas por gorduras ‘boas’, as insaturadas, como os ômegas 3 e 6.

Um artigo¹ sobre prevenção de doenças cardiovasculares divulgado recentemente pela Sociedade Europeia de Cardiologia enfatiza que o mais importante do que o total de gorduras ingeridas é a qualidade delas. Ao substituir 1% de energia vinda de gorduras saturadas (“ruins”) por poli-insaturadas (“boas”), o risco de doenças arteriais coronarianas diminui de 2 a 3%.

Onde encontrar:
Ômegas 3:Salmão, atum, chia, linhaça, noz.

Ômegas 6:Óleos vegetais, cremes vegetais, nozes, castanhas, amendoim.

#DicasdaNutri

Confira as dicas da nutricionista Bianca Chimenti para saber quais alimentos incluir para consumir ômegas 3 e 6, que ajudam a manter a saúde do coração em dia:

  1. A substituição do consumo de carne vermelha por peixes, como salmão, atum e sardinha, de 2 a 3 vezes por semana ajuda a garantir a ingestão de ômega 3;
  2. Nozes e castanhas podem ser uma opção de lanche entre as refeições para contribuir com gorduras boas!
  3. Cremes vegetais são produtos a base de óleos vegetais e contém ômegas 3 e 6, sendo opções saborosas para incluir tanto no café da manhã quanto em preparações. São uma opção para a manteiga, que tem um teor maior de  gorduras saturadas;
  4. O consumo de 25g de proteína de soja por dia, dentro de um estilo de vida saudável, também ajuda a diminuir o colesterol;
  5. A aveia vai muito bem com frutas e vitaminas. Além de adicionar sabor, ela é rica em beta glucana, um tipo de fibra que ajuda a diminuir a absorção de gorduras!

 

¹Reducing saturated fats in favour of polyunsaturated fats2016 European guidelines for cardiovascular disease prevention in clinical practice.

Santos RD, Gagliardi ACM, Xavier HT, Magnoni CD, Cassani R, Lottenberg AMP, et al. Sociedade Brasileira de Cardiologia. I Diretriz Brasileira de Prevenção Cardiovascular. Arquivos Brasileiros de Cardiologia. 2012.

 
NutriçãoS2PublicomSaúdeUnilever