Carnaval: opções de estadia para animais de estimação

Médico veterinário oferece dicas para aproveitar o feriado e garantir a segurança dos pets 


O Carnaval está chegando. Seja para curtir a folia ou fugir dela em uma viagem é necessário incluir na programação os cuidados com os animais de estimação. O longo período de ausência dos tutores pode implicar em várias alterações comportamentais do animal, segundo médico veterinário do Hospital Veterinário da Anhanguera, Rafael De Carvalho Dutra. “Não é recomendado deixar o animal sozinho, mesmo que um dia. O carnaval é um feriado longo, ele pode não comer, ter distúrbios gastrointestinais e adoecer”, alerta. 

É muito comum que o tutor peça que um conhecido vá até sua casa, para cuidar do pet. “Nesses casos orientamos que a pessoa monitore de duas a três vezes por dia, realize a higiene, ofereça alimento e observe se o animal está respondendo bem a nova situação ou precisa de algum tipo cuidado especial. Existe também a possibilidade do animal ficar na casa de outra pessoa. Se for um animal dócil, existe a grande probabilidade de ser uma boa opção”. No entanto, o médico veterinário alerta: “O animal pode não se adaptar e deixar de comer e ter algum outro tipo de distúrbio, por isso é importante que essa pessoa esteja atenta aos sinais.”

Uma saída que está conquistando o gosto das pessoas são os hotéis para animais, que oferecem um ambiente seguro e sadio. “É interessante que seja um lugar conhecido ou recomendado. O ideal é visitar o local previamente, ver a estrutura, se o pet terá passeios diários, controle da alimentação, baia individual, auxílio de pessoas experientes e um veterinário responsável, caso seja necessário”, orienta o especialista.

 

 

AnhangueraLazerPets (Bichos)S2Publicom