Imposto de Renda: Preenchimento ainda é o grande vilão do IR

Imposto de Renda Solidário oferece auxílio gratuito para declaração nos dias 01 e 08 de abril

 Para evitar que contribuintes caiam na malha fina, Trevisan Escola de Negócios oferece apoio no preenchimento do imposto de renda 

As declarações do imposto de renda tiveram algumas mudanças. Além do prazo ser mais curto, entre 02 de março à 28 de abril, uma das principais mudanças para o contribuinte é que agora, os dependentes com 12 anos de idade deverão ter CPF para serem relacionados no imposto.  Além disso, precisa declarar o IR de pessoa física quem recebeu a partir de R$ 2.342,65 por mês em 2016, ou na soma total dos 12 meses, a partir de R$ 28.123,91.
 
É valido lembrar que todos os anos cerca de 30% dos declarantes caem na temida malha fina da Receita Federal por erros no preenchimento do formulário das despesas dedutíveis admitidas, e muitos dos casos são por erros na digitação dos valores.
 
Para evitar problemas, o contador e professor da Trevisan, Cristiano Corrêa, orienta que o contribuinte deve prestar bastante atenção nas informações prestadas à Receita Federal, que conta hoje com programas de dados modernos e eficientes no cruzamento de dados.

Para ajudar quem ainda está ensaiando a entrega da declaração, o especialista listou os erros mais comuns na hora de declarar o Imposto de Renda , segundo a Receita Federal; veja:

Abatimento de despesas médicas não dedutíveis

Muitos não sabem quais as despesas podem ser declaradas e nem se existe um valor limite para isso. Uma das mais comuns e que gera um número significativo de declarações com erros é sobre as despesas médicas. A Receita Federal não impõe limite de valores para declaração, porém o contribuinte deve se atentar ao valor do recibo emitido pelo convênio médico e dos recibos com médios e dentistas particulares. Outro erro comum neste caso é a declaração de um dependente que não se enquadra nas exigências do Fisco.

Outra dúvida muito comum é em relação com os gastos com remédios, só é aceito na declaração esse tipo de gasto quando ele está relacionado em nota fiscal emitida pelo hospital. Logo despesas com farmácias não podem ser deduzidas.

Inclusão de despesas com educação não dedutíveis

Só é permitido declarar no IR custos com mensalidades em cursos fundamental, médio e superior, sendo no último caso possível dedução graduação, pós-graduação, mestrado e doutorado. Neste caso a Receita Federal limite o valor da dedução em R$ 3.561,50 e cursos extracurriculares como o de informática e línguas estrangeiras, por exemplo, não sendo abatidos do IR.

Nem todas as despesas com educação são dedutíveis. Os cursos classificados como extracurriculares, como línguas, cursos preparatórios e outros não podem entrar na declaração como forma de aumentar o valor dedutível. Podem ser declaradas as mensalidades com curso fundamental, médio e superior (graduação, pós, mestrado e doutorado). Também podem ser declarados os gastos com educação infantil e educação profissional, compreendendo o ensino técnico e o tecnológico. O limite para essas despesas é de R$ 3.561,50.

Despesas e renda de dependentes

Neste ano foi autorizada a declaração de dependente a partir de 12 anos mediante a entrega do número do CPF do menor na declaração. Vale ressaltar que se esse dependente contar com o auxílio de bolsas ou pensões (de qualquer tipo) esses valores devem ser informados na declaração, já que para Receita, esses valores são considerados salários.

Não informar rendimentos

Caso tenha mudado de emprego ou tenha sido demitido é necessário declarar o rendimento obtido no local anterior de trabalho. Tanto os ex-funcionários que tiveram IR retido na fonte, quanto os que não devem solicitar o Informe de Rendimento ao empregador. A empresa não pode negar-se a entregar o documento. Outro ponto de atenção refere-se aos profissionais que têm mais de uma fonte de renda, todas devem ser declaradas.

Digitar valores errados

Quem não conta com o auxílio de um contador para fazer a declaração do IR deve se atentar a todos os valores. Pontos e vírgulas devem ser respeitados no programa que ajuda na declaração e nada de arredondar valores para mais ou menos. A Receita Federal tem como cruzar todos os dados declarados, logo até os centavos devem ser informados para evitar o risco de cair na malha fina.

Pensão alimentícia

Tanto quem paga quanto quem recebe deve declarar os ganhos com pensão alimentícia. Quem paga pode deduzir até 100% do valor e quem recebe, deve informar o valor como renda tributável.

Aluguéis

Quem tem rendimento tendo como fonte aluguel de imóveis deve informar a Receita Federal.

Duplicar informações

 O ou os dependentes só podem ser declarados por uma pessoa. Por exemplo, um casal em que ambos têm de declarar, apenas um deles pode colocar dependentes na declaração.

Ganhos com ações

No valor superior a R$ 20 mil devem ser declarados e será recolhido imposto sobre o valor informado.

Planos de previdência

Só pode ser declarada plano de previdência complementar, ou privada, na modalidade PGBL e com limite de 12% do rendimento tributável.  Quem optou por VGBL não tem direito a dedução no Imposto de Renda. 

Para evitar que o contribuinte caia na malha fina, a Trevisan Escola de Negócios oferecerá auxílio gratuito à população para preencher a declaração do Imposto de Renda. Os atendimentos serão realizados nos sábados 01 e 08 de abril na Unidade Tiradentes, em São Paulo.
 
Os interessados passaram por uma triagem, onde terão orientações sobre todos os documentos necessários para a elaboração da declaração. E, no dia agendado, os contribuintes deverão levar os documentos necessários e um pen drive para a gravação do formulário da declaração, além de um quilo de alimentos não perecíveis, que serão encaminhados para associação de crianças carentes Santo Agostinho.
 
Serviço:
IR Solidário 2017 – Trevisan Escola de Negócios
Local: Avenida Tiradentes, 998 - 7º andar – Luz – São Paulo
Data: 01 e 08 de abril 2017
Agende um horário pelo telefone (11) 3138-5200
OBS: Levar um quilo alimento não perecível. Os alimentos arrecadados serão revertidos para a ASA - Associação Santo Agostinho.
Sobre o cliente:

Criada em 1999, a Trevisan Escola de Negócios é a única instituição de ensino superior originada de uma empresa de consultoria, auditoria e outsourcing. Fundada em 1983, a Trevisan é uma organização empresarial com amplo destaque nacional e grande experiência em treinamento de jovens trainees. Como instituição de ensino, essa sintonia com a realidade do mercado leva para a sala de aula a prática do mundo dos negócios, tornando-se um forte diferencial.

Para isso, utiliza uma metodologia de ensino dinâmica e aplicável, mesclando em seu corpo docente mestres e doutores com alto embasamento acadêmico ao lado de profissionais com ampla experiência prática. É por isso que com apenas nove anos foi avaliada pelo INEP/MEC como a 20ª melhor faculdade privada do estado de São Paulo.

EconomiaEconomia LocalInstituto TrevisanKb Comunicação