Como aprender japonês comendo sushi

 

GUIA DO SUSHI PARA INICIANTES

 

Que o sushi, uma das maiores contribuições culinárias do Japão, é feito basicamente de arroz, todo mundo já sabe, certo? O que nem todo mundo sabe, na verdade, é que é possível unir duas coisas divertidas: comer sushi e aprender japonês. A EF Education First, líder mundial em intercâmbio e cursos no exterior, listou algumas dicas e curiosidades que podem te ajudar nessa dupla - e deliciosa - tarefa.

Peixe ou arroz? Os dois!

Sushi não significa “peixe cru enrolado com arroz”, mas “arroz avinagrado”. No entanto, o prato japonês é feito com base em uma antiga técnica de conservação de peixe.

Aprenda a língua do sushi

Algumas palavras em japonês: nori, é um tipo de folha feita de algas marinhas que enrola os sushis. Uramaki, é o sushi feito sem a folha de algas em volta. Temaki, é um enrolado bem parecido com um cone de sorvete. O nigiri é o sushi feito com fatias de peixe cru em cima. Por fim, o sashimi é outro prato, servido com fatias de peixe cru com arroz nas laterais e embaixo.

Fique tranquilo. Pode comer com as mãos!

O sushi deve ser comido com as mãos. No Brasil, no entanto, é mais comum comer com hashi (os pauzinhos). Mas se você estiver em um restaurante que sirva paninhos quentes na mesa, siga a tradição e coma com as mãos.

Mordida gigante

Na hora de comer o sushi, nada de cortá-lo em pedaços ou comer de pouco em pouco. Dê uma mordida gigante, e coma cada sushi de uma vez só - o sabor fica até melhor!

O wasabi

O wasabi de verdade é uma planta muito difícil de cultivar e, por isso mesmo, bastante cara. O que geralmente encontramos nos restaurantes é uma adaptação feita de raiz-forte, mostarda e corante verde.

Shoyu demais não vale

Evite excessos na hora de usar o shoyu. Use o tempero na quantidade suficiente para molhar de leve o seu sushi. Se estiver comendo nigiri, molhe somente o arroz e coma o peixe antes.

A ordem altera o sabor

Caso esteja em um rodízio, com vários tipos de peixes sendo servidos, comece pelos peixes brancos e depois pule para os vermelhos. Isso vai te proporcionar uma experiência maior de paladar.

Recorra ao gengibre

Aquele pedaço de gengibre que normalmente é servido no prato não está lá à toa. Ele serve para limpar e renovar seu paladar. O gengibre também ajuda na digestão. Assim, você estará pronto para degustar um próximo tipo de peixe.

Falando em digestão

Além do gengibre, a sopa de missô é outro prato que ajuda na digestão. Apesar de ser servida geralmente como aperitivo, vale a pena tomar ao fim da refeição.

Viva uma experiência transformadora em outro país! Com mais de 46 escolas próprias em 16 países, a EF Education First oferece diversos programas de intercâmbio para jovens e adultos, onde eles podem aprender até 7 idiomas diferentes no exterior, incluindo japonês. Para encontrar o programa certo para você, acesse o site www.ef.com.br.

 

EComunicaEducaçãoEF Education FirstJuvenil