Sua insônia pode ser resultado do que você come
Clique na imagem para fazer o Download...
 
Alta | Web

Antes de se recorrer a algum indutor do sono  para alcançar uma noite de descanso tranquila, é preciso observar o tipo de comida que escolhe para o jantar

 

Você sabia que a alimentação está diretamente ligada à qualidade do sono? Segundo o médico Theo Webert, que atua em nutrologia, bem-estar e qualidade de vida, a insônia, agitação ou mesmo o conhecido sono leve pode ser resultado dos alimentos que você ingere a noite ou até mesmo durante todo o dia. “Nossa capacidade digestiva quando comprometida acaba interferindo na liberação de serotonina, hormônio que está diretamente ligado a produção de outro hormônio, a melatonina, ao qual desempenha função na qualidade do sono”, disse o médico.

Theo orienta que antes de se recorrer a algum indutor do sono  para alcançar uma noite de descanso tranquila, o paciente precisa observar o tipo de comida que escolhe para o jantar. A orientação médica é optar sempre por alimentos mais leves, como carnes brancas e folhas, e até em casos específicos restringir a proteína animal por completo.

“Quando pensamos em melhorar o sono, nunca lembramos que a proteína animal tem digestão lenta, e muitas vezes comprometida, porque seu corpo não a digere de forma adequada. Então antes de começar tomando algo para dormir, comece diminuindo a ingestão de proteína animal, principalmente a noite”, orienta.

Doutor Theo, como também é conhecido, explica que apesar de as recomendações nutricionais serem sempre individuais, algumas generalizações devem e podem ser feitas. “Vale lembrar que o acompanhamento profissional é fundamental. Cada paciente deve ser analisado em sua individualidade", reforça. 

 

Dr TheoObjetiva ComunicaçãoSaúdeSaúde Pública