Situação de Emergência em 42% das cidades Alagoanas
Das 102 cidades alagoanas, 43 sofrem com falta de chuvas na região

 

O Nordeste já tem 1.063 municípios em situação de emergência por conta da estiagem, número equivalente a 59% dos municípios da região. De acordo com dados do Ministério da Integração Nacional, 43 das 102 cidades de Alagoas estão em risco hídrico, número equivalente a 42% do Estado.

 

Neste cenário, uma das principais alternativas de convivência com a seca são as cisternas de polietileno. Ao todo, mais 387 mil estarão instaladas em 11 estados do país, até dezembro deste ano. Os reservatórios permitem o armazenamento de 16 mil litros de água, garantindo condições para uma família de quatro a cinco pessoas se manter por até nove meses. “Essa cisterna é gigante. A gente vai poder juntar muita água e água boa, da chuva. A gente tem um poço, mas de vez em quando fica sem uso porque falta energia. Então, com essa cisterna a pessoa fica mais segura”, disse dona Vadilza Batista dos Santos, 28, ao lado do esposo Claudiano Barbosa dos Santos, 36, moradores do Sítio Flexeiras, zona rural de São Sebastião.

 

De acordo com a Acqualimp, uma das fornecedoras das cisternas de polietileno no País, o material utilizado na fabricação dos equipamentos é adequado à região. “A resina de polietileno somente pode fundir a uma temperatura de 147º C, sendo que na região a temperatura máxima pode oscilar em torno de 50 º C em períodos de clima mais severo, o que desmistifica a informação incorreta de que as cisternas derretem no calor do semiárido”, explicou Amauri Ramos, diretor da companhia.

 

A Acqualimp disponibiliza uma linha gratuita para atender aos beneficiados. Eles podem contatar a companhia em caso de dúvidas e até pedir a troca do reservatório, que tem cinco anos de garantia para defeitos de fabricação, quando necessário. O telefone 0800-081-6060 está disponível de 2ª a 6ª das 8h às 17h.

 

Sugestões de imagem:

 

 

 

 

AcqualimpFSB ComunicaçõesGeralNacional