Pesquisa aponta que mulheres empregam mais em São Paulo

De acordo com pesquisa recente divulgada pela Global Entrepreneurship Monitor (GEM), 52% dos novos empreendedores – aqueles com menos de três anos e meio de atividade – são mulheres. Segundo o levantamento, esse fato é um indicativo da maior inserção do gênero feminino no mercado de trabalho. Das cinco regiões brasileiras, apenas no Nordeste elas ainda não ultrapassaram os homens, mas estão chegando, com aproximadamente 49% de participação entre os novos empresários. Ainda, de acordo com o GEM, o número de empreendedoras que empregam cresceu 13% somente no Estado de SP.

 

Diante desta realidade, temos três cases que ilustram bem este cenário:

 

Perfil 1: Danielle Arnone de Oliveira Kataoka

 

Idade: 33 anos

 

Danielle é Dentista, mas, com o tempo ficou insatisfeita com sua área de formação. Viu no empreendedorismo uma forma de trabalhar com algo diferente e ter qualidade de vida ao mesmo tempo, com mais horários flexíveis, por exemplo. Desde 2011, Danielle é gestora de uma franquia de fotodepilação, no bairro Vila Clementino, em SP. Viu uma oportunidade em empreender em uma área de amplo crescimento no Brasil e hoje ela dirige uma equipe também de mulheres.

 

Perfil 2: Patricia Silva

 

Idade: 32 anos

 

Patricia era Gerente de Contas de uma operadora de telefonia móvel e viu em uma microfranquia e de manicure delivery uma oportunidade para mudar de vida. Hoje, Patrícia dirige uma equipe de 12 manicures que fazem atendimentos de embelezamento mãos e pés em diversos locais de SP, entre residências e empresas também. Patricia viu uma oportunidade dentro do cenário corporativo, onde muitas mulheres preferem ter este serviço dentro do seu ambiente de trabalho, a ter que ir até um salão de beleza, por exemplo, para fazer as unhas. Cerca de 90% dos atendimentos que a equipe de Patricia realiza são dentro de empresas.

 

Perfil 3: Andrea Tessler (filha) e Gizele Martino (mãe)

 

Idades: 28 (filha) e 50 (mãe)

 

Gizele é Fonoaudióloga e sempre foi apaixonada por Fotografia. Começou a estudar a área, fazendo cursos profissionais. Ao mesmo tempo, Andrea, que é administradora, deixou o emprego formal para, junto com a mãe, construir um estúdio fotográfico em SP. Hoje, elas administram o Blink Studio, que funciona como um suporte para fotógrafos profissionais do país inteiro.

Empreendedorismo e StartupFemininaGERALLotus Comunicação