7 livros para empreendedores no Dia Nacional do Livro

No Dia Nacional do Livro, comemorado nem 29 de outubro, 7 empreendedores dão dicas de publicações que nortearam sua carreira e, claro, seu direcionamento nos negócios que tocam atualmente, ofertando a leitura como referência para empreendedores futuros ou atuais. Ideias sobre como tocar sobre o dia a dia dos negócios; otimização de recursos nas jovens empresas; delegar demandas;  erros e acertos na gestão dos novos negócios, etc, são alguns dos principais conceitos. Confira, logo abaixo, as sugestões dos executivos:

 

Rodrigo Dantas, CEO da Vindi, plataforma de gestão de pagamentos recorrente

Livro sugerido: "Rework", de Seth Godin

"Me deu uma ótima visão de negócios e produtos, para os passos que a Vindi precisa tomar. Além de ser um belo guia de como a empresa precisa evoluir e não nascer pronta."


 

Lucas Melo, co-fundador do MeSeems, empresa de pesquisas online em tempo real

Livro sugerido:  “Zero para Um”, de Peter Thiel

“Destaco o livro Zero To One ("zero para um") escrito pelo Peter Thiel, co-fundador do PayPal e um dos primeiros investidores do Facebook. Basicamente o livro destaca a importância de uma startup fazer mais com menos, que traduzimos internamente para a empresa, em entregar o dobro de valor para o cliente e cobrar metade do preço."
 

 

David de Lira, co-fundador do ProCompra, plataforma de cotação e intermediação de móveis planejados e Adriana Barbosa, diretora-geral da payleven Brasil, empresa pioneira em soluções para pagamentos móveis

Livro sugerido:  “O lado difícil das situações difíceis: Como Construir Um Negócio Quando Não Existem Respostas Prontas”,
de Ben Horowitz

 

"Recomendo esse livro para todos que empreendem ou têm esse desejo. No livro, Ben repassa toda sua trajetória e compartilha momentos cruciais em que decisões muito difíceis foram tomadas, além de qual foi seu raciocínio para chegar até elas. Para mim, um dos principais aprendizados foi perceber que a angústia de dividir o fardo da liderança de uma empresa não é exclusivo a mim (e empreendedores de primeira viagem), mas de executivos mais experientes também.", afirma o co-fundador do ProCompra.


“Ben Horowitz conta com exemplos reais as dificuldades que ele passou, quais lições ele tirou e como faria diferente. Um exemplo disso é quando ele conta como é desligar o seu melhor amigo da empresa. Livros de empreendedorismo sempre falam sobre coisas positivas, novos frameworks e o que você deve fazer aqui e ali, mas só o Horowitz conta que nem tudo são flores!", diz a diretora-geral da payleven Brasil.


 

Alex Tabor, CEO do Peixe Urbano, plataforma líder em ofertas locais no Brasil

Livro sugerido: “Good to Great”, de James C. Collins


“A minha dica para outros empreendedores seria o livro “Good to Great”, de Jim Collins. É um livro antigo, de 2001, mas na minha opinião, as principais mensagens continuam totalmente atuais e relevantes. O autor se baseia em uma série de pesquisas para tentar descobrir o que fazem as empresas “boas” se tornarem “excepcionais” consistentemente. E entre estes fatores está a composição e a dinâmica da equipe e o foco nos principais objetivos da empresa. Esses dois ingredientes são muito mais importantes do que a capacidade de ter ideias brilhantes, posteriormente mal executadas.”


 

Marcelo Ciampolini, CEO da Lendico Brasil, plataforma online de empréstimo pessoal

Livro sugerido: “Breaking Banks: The Innovators, Rogues, and Strategists Rebooting Banking”,  de Brett King


"O livro é uma compilação de algumas entrevistas feitas pelo autor em seu programa de rádio, com alguns dos principais nomes da atual indústria financeira, além de empreendedores de algumas fintechs. Ele nos dá uma ideia de como essas empresas já começaram a revolucionar a maneira como iremos nos relacionar com dinheiro e finanças num futuro cada vez mais próximo."


 

Rodolpho Gurgel, CEO da Bidu Corretora.  

Livros sugeridos: "Who Says Elephants Can't Dance", de Louis V. e Jr. Gerstner e "High Output Management", de Andrew S. Grove.


"O livro Who Says Elephants Can't Dance fala da experiência de Gestner na reinvenção de uma empresa gigante como a IBM. No seu relato fica evidente como empresas gigantes e empresas em crescimento podem ter problemas em comum e também aborda uma lição sobre como evitar criar estruturas com falhas que causarão dificuldades mais a frente. Já o High Output Management, escrito por um dos fundadores da Intel, apesar de ter sido escrito em 1983, continua atual como um manual prático de gestão, sem modismo, sem fórmulas mágicas e sem buzzwords."

 

Empreendedorismo e StartupLiteraturaNR-7 ComunicaçãoPauta casada