Como manter as plantas durante uma viagem

Especialista revela que é importante estar sempre atenta ao ecossistema

 

Neste período de férias, é extremamente comum as pessoas saírem de casa por um tempo para viajar. Visitar familiares, amigos ou se divertir é sempre bom para o bem estar, mas também deixa algumas preocupações, como por exemplo de que forma vai deixar as plantas em casa, que teoricamente precisam todos os dias. Quem vive em apartamentos e sofre com a falta de espaço, por exemplo, geralmente tem um terrário ou um mini-jardim, que também é um exercício físico e mental e traz benefícios à saúde.

 

De acordo com a bióloga e especialista em educação ambiental e paisagismo Lilian Ribeiro, o sol e a água são essenciais na vida das plantas e por isso devem estar constantemente presentes nos ciclos das plantas. “A luz solar é importante para nós e também para as plantas. Além disso, a água também é imprecindível, porém, sua quantidade depende do tipo de planta. O que muitas pessoas fazem é depositar muita água para compensar o tempo que ficará fora. Isso é totalmente errado, pois a planta só absorve a quantidade necessária, enquanto o resto fica acumulado, podendo sufocar as raízes”, ressalta.

 

Plantas secas

 

Assim, caso o terrário seja de suculentas ou cactos, é importante regar somente quando o solo estiver completamente seco ao toque ou com pouquíssima água. Não são necessárias maiores preocupações, porque, por serem plantas do deserto, essas plantas gostam da terra seca. Nesse caso, a dica principal é borrifar no interior do terrário (na parede de vidro ou nos pedriscos), evitando molhar as folhas. Se as suculentas estiverem murchas é sinal de que estão desidratadas, então as hidrate um pouco por muitos dias.

 

Plantas tropicais

 

Mas se o terrário for daqueles fechados com plantas tropicais, é mais fácil observar pela umidade na parede do vidro. Caso ele esteja com algumas gotículas, o mini-jardim está saudável. Mas se estiver escorrendo água, abra a tampa e faça com que o excesso evapore. E se estiver seco demais, borrife água. “O cuidado que você tem com a planta durante o ano pode ser visto quando você for viajar. Quando o terrário estiver em perfeito equilíbrio, o ciclo da água será natural e ele poderá ficar meses sem necessidade de regar, ou seja, você não precisará se preocupar quando ficar um período fora de casa”, explica Lilian.

 

Não deixe a casa no escuro

 

Muita gente geralmente tranca a casa e deixa tudo escuro. O que, segundo Lilian, é um grande erro. “Para seu terrário ficar saudável, o ideal é que o sistema fique pelo menos 4 horas do dia se bronzeando com a luz do sol. Ou seja, se você fechar todas as janelas e persianas, deixando o ambiente completamente escuro, a chance das plantas morrerem aumenta muito, além da possibilidade de mofo e bolor causados pela falta de circulação do ar”, comenta ela, afirmando também que o ideal é deixar pelo menos uma fresta da janela aberta para entrar ar.

 

Além disso, a posição do mini-terrário pode ser importante para pegar sol. “Talvez durante a manhã ou a tarde, a planta pegue luz solar em cima de uma mesa da sala ou da cozinha. Isso vai ajudar no ciclo natural do ecossistema produzido e desenvolvendo de uma maneira ainda melhor ”, conclui ela.

AgrícolaJardinagemLili Terrarios e Mini JardinsToda Comunicação