Conheça 1º Prêmio de Queijos Artesanais Brasileiros

Produtores de todo o Brasil têm até 15 de outubro para confirmar participação de evento que ocorre em São Paulo

 

A Mercearia Mestre - Queijeiro (www.mestrequeijeiro.com.br), loja de produtos artesanais do mestre queijeiro Bruno Cabral e do Grupo Clash, em parceria com o Slow Food (www.slowfoodbrasil.com), promovem a primeira premiação de queijos artesanais do Brasil, com apoio da Prazeres da Mesa e Senac. O Prêmio de Queijos Artesanais Brasileiros tem o intuito de divulgar a diversidade dos queijos artesanais produzidos em território nacional, premiar o produtor que prima pela qualidade de seus produtos, além de estimular a melhoria da qualidade dos queijos. Assim, não haverá um ganhador, mas as peças serão classificadas com selos: ouro, prata ou bronze.

 

A inscrição para o 1º Prêmio de Queijos Artesanais Brasileiros deve ser feita por meio do e-mail joab@mestrequeijeiro.com.br ou pelos telefones (11) 2369.1087 | (11) 2369.1089 até o dia 15 de outubro. Será cobrada uma taxa de R$30 para cada tipo de queijo inscrito para ajudar no custo do transporte. O regulamento pode ser visto na fanpage www.facebook.com/premioqueijobrasil.

 

Requisitos para participar:

1 - O queijo inscrito deve ser produzido em território nacional;

 

2 - Levando em conta as diferentes técnicas de produção, o queijo inscrito deve ser produzido manualmente ou com o mínimo auxílio de máquinas;

 

3 - O queijo inscrito deve ser produzido na mesma fazenda/laticínio onde, preferencialmente, 80% do leite é obtido, podendo ser maturado em outra localidade ou afinado com técnicas diferenciadas. Pode receber a interferência de outros ingredientes, desde que o nome do queijo seja diferente de seu original;

 

4 - O limite diário de leite na produção é de 1.000 litros;

 

5 - Associações e cooperativas poderão inscrever seus queijos desde que respeitem o limite máximo diário de produção;

 

6 - A organização do evento dará preferência a queijos com nome local, em idioma português e que fomentem a criação de novos produtos genuinamente brasileiros;

 

7 - Caso seja comprovado que algum queijo premiado não cumpra as exigências acima descritas, será imediatamente retirado o prêmio do produtor, que ainda será penalizado com a proibição de participar em futuros Prêmios de Queijos Artesanais Brasileiros.

 

Os queijos participantes serão avaliados por chefs, jornalistas, especialistas em queijos e produtores. O Prêmio de Queijos Artesanais Brasileiros acontece no dia 03 de novembro de 2014, das 10h30 às 18h, no Senac Santo Amaro (Avenida Engº Eusébio Stevaux, 823 – São Paulo), abrindo a semana do evento Mesa Tendências, que vai de 03.11 a 05.11.

 

Serviço:
Mercearia Mestre-Queijeiro
Endereço: Rua Simão Alvares, 112
Telefone: 2369 1087
Horários: de terça a sábado, das 09h às 19h e domingo, das 10h às 16h
Formas de pagamento: todos os cartões

 

Sobre a Mercearia Mestre-Queijeiro


A Mercearia Mestre-Queijeiro (http://mestrequeijeiro.com.br/) abriu no final de fevereiro, em Pinheiros (SP), para a venda de produtos artesanais. A loja apresenta o conceito dos estabelecimentos europeus, onde o público pode experimentar iguarias trazidas diretamente da fazenda, e que, em sua maioria, são vendidas com exclusividade pela casa. São em média 30 tipos de queijos, mas também há embutidos, geleias, cafés, entre outros.


A concepção do projeto é do Grupo Clash, formado pelos sócios Bruno Ferraro, Gabriel Gaiarsa e Sérgio Godoy (grupo controlador do Donostia, Rock’n’Roll Burger, Clash Club e Lab Club). O projeto tem curadoria do especialista Bruno Cabral.

 

Sobre o Slow Food


Slow Food é uma organização internacional sem fins lucrativos, fundada na Itália, em 1989, mantida pelos próprios membros e entidades parceiras. Conta com uma rede de 100.000 associados em 150 países, 1.300 Convívios (grupos locais), 2.000 comunidades do alimento, 1.000 cozinheiros, 400 acadêmicos e mais de 1.000 jovens.


O Slow Food  defende o direito ao alimento bom, limpo e justo, promove através de eventos e iniciativas, o alimento local e sustentável, a aproximação de produtores e co-produtores, a educação dos consumidores, a proteção da biodiversidade alimentar, a construção de redes de intercâmbio, associando o prazer  pelo alimento de qualidade com o empenho de seus membros por suas comunidades e pelo ambiente.

 

GastronomiaMercado AlimentícioMestre-QueijeiroMisasi