Como você é ouvido?

* Por Sílvio Celestino

 

Quando o gerente não vê as pessoas como elas são, mas como ele é, o mundo ao seu redor, torna-se incompreensível. Afinal, se estivesse no lugar de seu funcionário, agiria de outra forma diante dos mesmos problemas.

 

Ver o mundo exclusivamente sob uma ótica particular não ajuda a compreendê-lo. Pelo contrário, torna incompreensível o comportamento das demais pessoas. Não entender as pessoas é a razão de muito estresse, frustração e perda de energia.

 

Quanto menor for a capacidade do gestor de colocar-se no sapato dos outros indivíduos, menor será sua compreensão das razões que os levam a ter um determinado comportamento.

 

Por esse motivo, quanto mais o gerente refletir e escutar do mesmo modo que seu time faz, maior sua capacidade de gerir e fazer seus funcionários alcançar os resultados desejados.

 

O que seus liderados escutam? Por vezes, um executivo fala alto e utiliza palavrões, a fim de motivá-los a fazer o que é preciso. Entretanto, o que escutam são ameaças que provocam medo e paralisia.

 

Gerar adrenalina é bom, quando você precisa fazer alguém correr ou lutar, mas não tem utilidade na maioria das empresas. Afinal, seus funcionários, provavelmente, passam a maior parte do tempo sentados e lidando com problemas por meio do diálogo. Logo, a serenidade é a emoção mais apropriada.

 

A visão de mundo de um indivíduo está em suas palavras, não nos seus olhos. Portanto, a mesma mensagem pode soar de maneira diferente para um gestor, um analista, um operário ou um estagiário. O gerente deve interessar-se por essas sutilezas e usar a linguagem apropriada para cada indivíduo e cada momento.

 

Afinal, para ser compreendidos, temos de perceber como aqueles que nos cercam interpretam nossas palavras. Ou seja, como nos escutam. E, então, escolher as mensagens apropriadas para que eles compreendam, evoluam e contribuam para os resultados desejados.

 

Vamos em frente!

 

* Autor do livro Conversa de Elevador – Uma Fórmula de Sucesso para sua Carreira, Sílvio Celestino é sócio-fundador da Alliance Coaching. No Twitter: @silviocelestino. Visite: www.alliancecoaching.com.br e www.facebook.com/AllianceCoachingBrasil. 

 

** Permitida a publicação integral do texto, desde que com o devido crédito ao autor. Edições no texto ou título devem ser validadas com o autor do artigo.
 

Sobre a Alliance Coaching
 

Fundada em 2009, a Alliance Coaching é uma empresa de consultoria, coaching e treinamento de executivos que reúne profissionais com ampla atuação no ambiente corporativo e mais de uma década de experiência no segmento. Certificados pelo Integrated Coaching Institute (ICI), os sócios-fundadores Alexandre Rangel e Sílvio Celestino oferecem soluções focadas em três públicos complementares e fundamentais para o sucesso no mercado de trabalho: o indivíduo, a equipe e a empresa. Com metodologia própria, que se diferencia pela aplicação modular e personalizada, a companhia tem entre os clientes atendidos: Grupo Bandeirantes de Rádio e Televisão, Grupo Votorantim, TV Cultura, Alcoa, Klabin e Sesi. Para mais informações, visite: www.alliancecoaching.com.br e www.facebook.com/AllianceCoachingBrasil.

Alliance CoachingComportamentoOpinião e ArtigosRP1 Comunicação